21 outubro 2009

Girls Just Wanna Eat Better :)

Garoooooooooootas ;)

Como estão? como podem ter visto atualizei meu peso! Uhuuuu 63kg já morenada jambo!

Eu estou me mudando de casa pela terceira vez anual, agora entrei na escala de verdade no aeroporto, trabalhando de madrugada e tudo mais (ou seja: mais $$)

Dai eu tive que sair um pouco da internet pra minha vida andar! Afinal, as roupas pra lavar, a casa pra limpar… Não sabia quão dificil seria minha vida sem minha amada mãe!

Dia 15 foi meu aniversário super feliz! Fui comer japonesaaaaaaa! me lambusei ahsuha

Dia 16 fui pra BH de novo, comi igual uma condenada, ta ai o motivo de nao ter ido pra 62… eh que eu gosto de fazer comida, amo de verdade, me desestressa, dai na casa do meu namorado eu tenho tudo o que preciso, espaço e ajuda! hehe dai aproveitei pra fazer lá… mas na minha nova casa agora tem cozinha grande e tudo! Inclusive um quarto pra mim e um pra minha amiga… (a gnt dormia no mesmo quarto antes ;))

Ontem dia do controlador de tráfego aéreo! muito boa a comemoração (COMEmoração… comi tbm… dai fiquei puta ontem, muito, chega dormi obesa saca?)

Mas blz… academia agora, já era, a minha era até 8 de novembro e agora mudei de perto dela, tenho que achar outra aqui perto do aeroporto… Então diminuir será essencial.

Não tenho sentido necessidade de chocolate, mas tenho comido gordurinhas… bom, ou eu paro, ou eu vou virar elas novamente (Momento lavação de roupa com a mente! ;P)

Dia do controlador Foto de ontem :P

Garotas vou lá… muita coisa ainda pra arrumar… mas eu volto… to com saudade de ler vocês sabiaaaaa?????

08 outubro 2009

5 alimentos que ajudam no emagrecimento

Muita gente já conhece a nutrição funcional e a usa no seu dia-a-dia. Os alimentos considerados funcionais agem como remédios para alguns e veneno para outros, por isso a importância da análise com uma especialista antes.

Porém a nutricionista funcional Daniela Jobst separou cinco alimentos, praticamente sem contra indicação, que são verdadeiros “queimadores de gordura”. Veja abaixo como eles agem no seu organismo.

5-alimentos-que-ajudam-na-queima-de-gordura

1 – Peras

“Lote sua fruteira de peras se quer perder peso”, é o que dizem estudos feitos na Universidade do Rio de Janeiro. No estudo, que foi publicado na revista Nutrition (EUA), mulheres que comeram três peras por dia, ingeriram menos que o total de calorias diárias permitidas, e perderam mais peso do que as que não comeram a fruta. Ricas em fibras, as peras ajudam a pessoa a sentir saciada, o que evita que a mesma coma demais nas refeições principais.

Como comer?

Uma pêra antes da refeição ajuda a amenizar a “fome de leão”, porém deixe a casca! A maior parte da fibra esta lá!

2 – Grapefruit ou Toranja

De acordo com pesquisadores da Scripps Clinic, na Califórnia, EUA a ingestão de meia toranja antes de cada refeição pode lhe ajudar a perder peso – até um quilo por semana- mesmo se você não mudar mais nada em sua dieta. Os autores do estudo dizem que um composto da fruta ajuda a regular a insulina, hormônio que armazena gordura.

Como comer?

Casca e polpa. Cortadas em pedaços, as adicione à salada de espinafres. É também bom acompanhamento para camarão ou simplesmente descascadas, cortadas em tiras.

3 – Amêndoas

Comer um punhado de amêndoas por dia, juntamente com uma dieta saudável, poderá ajudá-lo a secar gordura, sugere pesquisa publicada no International Journal of Obesity, EUA. Uma dieta-estudo pediu aos participantes que ingerissem amêndoas diariamente durante seis meses. O resultado: perderam 18% da sua gordura corporal. Os que seguiram uma dieta com a mesma quantidade de calorias e de proteínas, mas sem amêndoas, e com carboidratos complexos (como bolachas de trigo) perderam apenas 11%.

Como comer?

Ótimas para deixar na sua mesa para pequenos lanches ou picadas e adicionadas à iogurtes e/ou vitaminados.

4 – Chocolate

Quem resiste a um bom chocolate? O chocolate amargo – e outros alimentos ricos em antioxidantes – podem ajudar a evitar a acumulação de gordura nas células do corpo, precursor para doenças cardíacas e obesidade, segundo a nova pesquisa de Taiwan, publicada no Journal of Agriculture and Food Chemistry.

Como comer?

Derreta meia barra de chocolate escuro no microondas por 30 segundos e espalhe em frutas de sua preferência.

5 – Feijão branco

Eles são carregados de amido resistente, um poderoso queimador de gordura (meia xícara tem quase 10 gramas de amido resistente). Se você comer feijão branco com outros alimentos ricos em amido resistente, na mesma refeição, você pode queimar 25% mais gordura do que de outra forma, segundo pesquisadores da Universidade do Colorado, EUA.

Como comer?

Em saladas: com cebola, alho e azeite. Adicione duas latas de feijão escorrido, misture e sirva.

Step + Abdomem + Jump = resultados!

07 outubro 2009

A fome das vitaminas e minerais

Comecei a tomar vitaminas e minerais hoje pela manhã e absurdamente sumiu minha fome daquilo que não sei do que é… Sabe quando você abre a geladeira olha, não consegue achar o que quer, dai fecha, volta, abre de novo, e pega qualquer coisa pra comer…????

Vejam a reportagem que achei pesquisando sobre o fato ocorrido.

A fome que não acaba
A falta de vitaminas e minerais no organismo tem levado especialistas a ficarem mais preocupados com o consumo cada vez menos saudáveis dos brasileiros. Essa deficiência nutricional a longo prazo pode levar ao desenvolvimento de várias doenças. A boa notícia é que a prevenção está no seu cardápio.

Por incrível que pareça, o excesso de peso pode esconder uma carência nutricional que tem preocupado especialistas no mundo todo: a chamada fome oculta – que, segundo definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), é a necessidade não explícita de um ou mais dos 26 micronutrientes (vitaminas e minerais) essenciais para o funcionamento do nosso organismo. A fome oculta é uma desnutrição diferente daquela que todo mundo conhece, em que a pessoa fica muito magra, com as pernas e os braços finos e a barriga dilatada (em função de edema de alguns órgãos). “No passado acreditava-se que um indivíduo com excesso de peso era bem alimentado”, explica a nutricionista Fernanda Pisciolaro, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso). “Porém começamos a notar que muitas crianças e adultos, apesar do sobrepeso, tinham doenças ligadas à deficiência nutricional de vitaminas D e B12, ferro, cálcio, fósforo, potássio e outros nutrientes, embora sua ingestão calórica diária estivesse até acima das necessidades”. Em outras palavras, a fome oculta não tem a ver com a quantidade, mas com a baixa qualidade nutricional dos alimentos que ingerimos.

Mas o que uma pessoa acima do peso tem a ver com isso? Tudo, já que um dos principais sintomas do problema é a fome excessiva – o que seria uma tentativa de o sistema orgânico nos obrigar a comer alimentos que contenham os nutrientes que ele necessita. “Como o organismo não sabe que tem carências nutricionais como a de zinco, de vitamina A ou de cálcio – daí a expressão ‘fome oculta’ –, ele sente uma necessidade genérica, na ‘esperança’ de consumir justamente os produtos ricos em micronutrientes que estão fazendo falta no organismo”, explica Fernanda Pisciolaro.

O problema é que se você tentar matar essa necessidade de comer com bolos, biscoitos, pães e outras guloseimas feitas com farinha e açúcar refinados e gordura, que são pobres em micronutrientes, o resultado será o excesso de peso e o agravamento da deficiência nutricional.

Alvo preferido? Quem come mal

“Esse mal é democrático porque atinge um em cada quatro habitantes do planeta independente de classe econômica, nível cultural e escolaridade”, diz a nutricionista Andréa Ramalho, professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pesquisadora do CNPq e consultora do Ministério da Saúde. “Se você não consome de 4 a 9 porções diárias de vegetais (hortaliças, legumes e frutas), de carboidratos complexos (grãos integrais, muito mais nutritivos do que os polidos ou refinados) e de proteínas (laticínios, carnes e peixes), é provável que apresente algum grau de fome oculta”, enfatiza Andréa.

Até pouco tempo se imaginava que esse tipo de desnutrição acometia indivíduos com grande demanda nutricional: gestantes, mulheres no período de aleitamento e crianças em fase de lactação ou na pré-escola. Esse era o grupo de risco clássico. “Vários levantamentos realizados em todas as regiões do Brasil, porém, demonstram que outros grupos também podem manifestar o problema”, aponta Andréa. “Recentemente, uma pesquisa nutricional realizada pelo Instituto Brazilian Osteoporosis Study (Brazos) confirmou que a população brasileira, em geral, come mal quantitativa e qualitativamente. Tanto é que engorda, apresentando uma preocupante deficiência de vitaminas e minerais (veja quadro)”.

O grande problema envolvendo o grupo de risco tradicional são as conseqüências da fome oculta. Gestantes, mães que amamentam, bebês e crianças na pré-escola vivem um pico de demanda nutricional para formar tecidos e órgãos – e, se essa exigência não for atendida de maneira adequada, poderá gerar seqüelas para o resto da vida. “Durante a gestação, por exemplo, a necessidade de ferro aumenta tanto que é muito difícil evitar um déficit desse mineral”, explica a nutricionista Andréa Ramalho.

Por isso o Ministério da Saúde criou dois projetos de suplementação. O primeiro é o Programa Nacional de Suplementação de Ferro, que visa a reduzir a anemia por deficiência de ferro em crianças de 6 a 18 meses, em mulheres grávidas e na fase de pós-parto. O segundo é o Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A, que busca controlar a deficiência do nutriente em crianças de 6 a 59 meses e em mulheres no pós-parto, em regiões geográficas consideradas de risco.

“O ideal é que todas as gestantes sejam acompanhadas por nutricionistas no pré-natal”, recomenda Andréa. “Assim se pode avaliar o padrão alimentar e se ele está suprindo o organismo com todos os micronutrientes necessários.”

Tabagistas e obesos estão no grupo de risco

Entre os indivíduos que não integram o grupo de risco clássico, mas que são mais suscetíveis à fome oculta, estão os tabagistas, pessoas que consomem bebidas alcoólicas com freqüência, esportistas, obesos e estressados em geral. “O cigarro, o álcool, a atividade física, a obesidade e o estresse aumentam a produção de radicais livres no organismo, fazendo que essas pessoas necessitem de maiores quantidades de micronutrientes”, alerta Andréa.

Quem tem fome oculta ainda corre o risco de ver-se às voltas com outro problema sério: “A carência nutricional acaba dificultando a assimilação de outros nutrientes, criando um efeito dominó que aumenta a deficiência já instalada”, observa a nutricionista ortomolecular Camila Sanches, da Clínica Masci, de São Paulo. Por exemplo: para absorver o ferro e outros minerais precisamos de vitamina C e, na falta de cálcio, há prejuízo para assimilar a vitamina B12. “O déficit de sódio e ou potássio, minerais que trabalham juntos na manutenção do sistema de regulação da pressão sangüínea, por exemplo, podem levar a hipertensão.”

A fome não é o único sintoma

Além disso, a fome oculta faz adoecer com mais freqüência e severamente porque não temos um sistema de defesa antioxidante adequado para combater os radicais livres. Assim, aumenta a predisposição ao desenvolvimento ou agravamento de doenças crônicas não-transmissíveis, como câncer, diabetes e obesidade. “Dentre os principais sintomas estão dificuldade de concentração, falta de energia, sonolência, queda de produtividade e irritabilidade”, diz. Andréa. “Como os micronutrientes regulam o metabolismo, se você ingerir menos do que deveria podem ocorrer oscilações nas taxas de neurotransmissores e, com isso, alterações de humor.” Além da avaliação do padrão alimentar, o diagnóstico pode ser feito pela observação de cabelos e unhas (quebradiços), da pele (ressecada), das mucosas (se estiverem pálidas, rachadas ou inchadas).“

A cura é rápida e está na mesa

Em alguns casos é necessário um exame bioquímico para avaliar o grau de carência nutricional antes de pensar em corrigi-lo. “Se o déficit nutricional for severo, é preciso fornecer suplementos vitamínicos e minerais ou alimentos enriquecidos para reverter a carência mais rapidamente”, explica a nutricionista Andréa Ramalho.

Estudos mostram que suplementos adequados revertem o quadro de carência em 48 ou 72 horas, mas a pessoa só vai sentir os efeitos positivos em algumas semanas. Já alimentos enriquecidos com nutrientes exigem mais tempo: 30 dias. “Por fim, se a opção for pela mudança de padrão alimentar, o restabelecimento do equilíbrio de vitaminas e minerais no organismo vai depender do tempo que a pessoa leva para incorporar os novos hábitos de alimentação”, afirma Andréa. “Esta mudança é indispensável porque dá a garantia de que o quadro de carência nutricional não se repetirá – ou, caso retorne, não seja severo.”

"Os sintomas clássicos da fome oculta são dificuldade de concentração, falta de energia e queda na produtividade"

"Os principais problemas relacionados a falta de micronutrientes no organismo estão a osteoporose, a hipertensão, o diabetes e a síndrome metabólica"

O brasileiro come mal

Pesquisa realizada em 2006 pelo Instituto Brazilian Osteoporosis Study (Brazos) revelou que os brasileiros ingerem menos vitaminas e minerais do que deveriam, por causa do consumo insuficiente de vegetais e grãos. Eis algumas conclusões do levantamento, que avaliou 2.420 pessoas em todas as regiões do País:

90% da população consome uma média diária de 400 mg de cálcio, quando o recomendado seriam 1.200 mg.

Em 99% dos entrevistados, a ingestão de vitamina D é quase seis vezes menor do que o recomendado (10 microgramas diários até os 70 anos de idade e 15 microgramas acima de 70 anos).

99% também não consomem a quantidade de vitamina E indicada: 12 mg/dl.

50% ingerem menos vitamina A do que o necessário.

80% também não atingem a quantidade ideal de magnésio (350 mg/dl em homens e 265 mg/dl em mulheres). O mesmo vale para a vitamina C:

80% consomem menos que os 75 mg/dl recomendadas. A vitamina K está abaixo do recomendado para 81% da população. Minerais como selênio, cobre, zinco e iodo são consumidos num percentual 40% abaixo do recomendado.

Já o ferro é ingerido num nível aceitável, apenas 10% abaixo do ideal. Conforme a pesquisa, as principais doenças relacionadas à falta desses micronutrientes seriam osteoporose, hipertensão, síndrome metabólica, diabetes, problemas relacionados ao sistema nervoso central e ao coração, diminuição da imunidade e câncer de cólon (comprovado, no caso da falta de cálcio).

06 outubro 2009

Ai meu corpicho!

Caraca aquela academia inda me derruba oxi!

Eu fiz jump ontem, adoro quando toca aquela música Boom Boom Pow do Black eye peas. Poooots, muito boa, eu fico rebolando a professora diz! ahsuhausha

Depois eu me prometi que não ia parar por ai, e fiquei pra hora da localizada! Braços e abdomem! Cabra eu sou muito fraquinha no braço… muito fraca mesmo eu não sabia que era tanto, mas isso irá melhora. Eu to com músculo já no braço, mas só na parte de cima, no do xau, eu to mal! ahaha Rimoou!

Ontem fiquei no meu limite de pontos da semana com academia, que é de 384, fiquei com 380…

Hoje vou ficar nos 330! Ótimo!

E ainda não me pesei… to com medo da balança desde ontem! mer…

Vou lá pra academia pra mais um dia, com dorflex claro!

 

bjoos

05 outubro 2009

Que saudaaade de vocês!

Meninas como estão??? Nossa essa semana foi froids, ta sendo meu final do estágio aqui no aeroporto, então to mostrando o máximo do meu interesse para sair bem a minha homologação, gosto muito daqui e não quero decepcioná-los jamais.!

Eu fiquei com muita preguiça de ir na academia todos os dias, tava de saco cheio, tava irritada, enfim… acabei não indo, o que me rendeu emagrecer só meio quilo! Mas beleza… agora com 63,5 mas essa semana vai ser divina, peguei no meu pé de novo, e comecei com alimentação balanceadíssima hoje… Eu não vou cair em preguiça de novo, sou mulher, forte, guerreira e determinada, e é isso aí garotas…

Olhe, eu cantei uma música e coloquei no youtube, num canal que tem vários vídeos de eu cantando alguma coisa… Quem quiser espiar, e comentar… a vonts!

Bjão mulherada to indo ler o blog de vocês morrendo de saudade dos tititis…

 

 

Eu cantando The Climb de Miley Cyrus